Outono, Inverno e a saúde animal

Com a chegada das estações de temperaturas mais baixas e que em nosso país oscilam tanto, temos que nos preocupar ainda mais com a saúde de nossos animais.

Os banhos mais freqüentes no verão, não devem deixar de serem dados, pois higiene nunca matou ninguém. O diferencial agora é que os banhos devem ser dados em locais protegidos das correntes de vento, e com água morna a quente. Após o banho o animal deve ser seco com toalha iniciando sempre na região onde se encontram os pulmões, em seguida deve-se secar a cabeça e o restante do corpo.

Caso não tenha prática suficiente para este trabalho, leve seu animal ao Banho e Tosa, pois os profissionais que trabalham nesta área, possuem equipamentos como aquecedores e secadores que otimizam o tempo, deixando seu animal o mínimo possível exposto às temperaturas ambientes, alem do que sempre se deve observar a presença de um médico veterinário no local, para que ocorra a devida supervisão deste trabalho, como rege a lei, que garante o bem estar de seu amigo.

Outra atitude importante não só esta época do ano, mas por toda a vida do animal é mantê-lo com a vacinação em dia.

No mercado brasileiro existem vacinas específicas para a gripe canina ou tosse dos canis, como popularmente é chamada a rinotraqueíte canina.

As vacinas disponíveis no mercado apresentam duas formas distintas de aplicação e eficácia.

A vacina administrada pela via subcutânea deve ser realizada anualmente, sendo que na primeira oportunidade de vacinação do animal ela deve ser seguida de um reforço dentro de 15 dias.

Outra forma de vacinação e também a mais eficaz é a vacina intranasal, onde o produto é administrado com algumas gotas em seu nariz, esta vacina necessita apenas de reforços anuais, porem temos dificuldade para administrá-la nos animais agressivos, devido ao alto risco de mordidas. Nestes casos ficam os animais agressivos indicados exclusivamente a receberem a vacina na forma de aplicação subcutânea.

A eficácia superior da administração intranasal, é que promovemos uma reação de defesa nas vias aéreas superiores dos animais, local por onde ocorre a infecção respiratória.

Devemos lembrar ainda que os animais devem ficar devidamente abrigados e os que apresentam maiores tremores nos dias frios devem ser agasalhados.